Será que os colaboradores sem mesa e os do escritório são tão diferentes assim? Confira!

É espantoso observar que mesmo em uma era digital a ferramenta tecnológica de comunicação mais usada nas empresas ainda seja o e-mail e a prática tende a aumentar, pelo menos, até 2020. Basta olhar a sua caixa de entrada, o spam, ou ainda aquelas pastas que você criou pra “ver depois” porque não era prioridade no naquele momento.

Pesquisas recentes conduzidas por redes de tecnologia apontam para 47% de uso do e-mail nas empresas. Embora, a maioria dos trabalhadores hoje possua um smartphone em mãos e já usem inclusive o WhatsApp, de modo não oficial, para falar com seus pares e gestores de forma mais ágil, dados de mercado apontam que apenas 9% das empresas exploram o uso de aplicativos móveis para alcançar e engajar o público interno.

O problema é que boa parte dessas empresas tem no seu quadro de contratados profissionais que não possuem acesso a nenhuma plataforma de informação e comunicação da instituição, e-mail ou intranet. São trabalhos externos, remotos, em áreas afastadas ou em fábricas longe de uma mesa de trabalho.

Os aplicativos viriam a calhar numa condição como esta já que cada colaborador poderia consultar do seu próprio celular todo e qualquer dado crucial à execução do seu trabalho, atualizar-se das novidades institucionais ou interagir com os demais colegas.

Algumas dores do cenário corporativo são mesmo muito comuns nos diferentes modelos de trabalho hoje em dia, mas decidimos destacar aqui as principais distinções entre dois perfis de trabalhador: o que está habituado ao formato do escritório, com sua mesa, sua cadeira, suas gavetas e o s colaboradores sem mesa ou deskless worker.

  • Colaborador com mesa:
  • Proximidade à rotina da empresa o que facilita a integração
  • É mais rapidamente informado das mudanças cruciais
  • Está a alguns passos dos colegas e gestores para resoluções rápidas
  • Conforto e previsibilidade em relação às rotinas
  • Apego ao lugar: mesa, cadeira, gavetas.
  • Tempo comprometido com o ambiente do escritório
  • Colaborador sem mesa (deskless worker):
  • Sem estação fixa de trabalho – o que compromete a construção de relacionamento com os demais colegas
  • Quando há posto fixo de trabalho, estão distantes de acessos tecnológicos à informação
  • Leva mais tempo para receber informação de mudanças cruciais ou para receber suporte em resolver conflitos (sem acesso à telefone, e-mail corporativo ou intranet)
  • Adaptável:  não se apega ao lugar ou às coisas, pois está sempre em movimento
  • Tempo gasto em deslocamentos ou administrado com outras atividades

Talvez a comunicação interna da sua empresa ainda não tenha se dado conta dessas e de outras características muito particulares a cada um. Essa pode ser uma excelente oportunidade de repensar as estratégias da área para alcançar e engajar esse público. Quando o planejamento é alinhado ao negócio e afinado à realidade das estruturas humanas e técnicas de cada empresa, o resultado é que se extrai o melhor dos recursos que se tem à disposição. Torcemos para que você tenha vários insights proveitosos.

Mantenha contato
11 2382-9631 Rua João Gonçalves, 484 Centro Guarulhos / SP
Idiomas