Você não é o único a parar em frente ao computador e pensar por onde e como vai enviar um comunicado…

 

 COMPARATIVOS DE GESTÃO

Podemos comparar a gestão de canais de comunicação interna, com a gestão de equipe. Um líder deve ter uma visão ampla da organização, conhecer seus funcionários e saber quais são suas dificuldades para então conseguir coordenar e orientar da melhor forma, levando-os a alcançar as metas da empresa.

Do mesmo jeito deve ser a gestão dos canais de comunicação interna, a área deve analisar o cenário macro, conhecer seus stakeholders para saber quais campanhas priorizar, quais mensagens produzir (conteúdo) e como (canais) transmiti-las.

Em muitas empresas essa análise fica estagnada no “como transmiti-las”, ou seja, em qual canal divulgar o que, em que periodicidade atualizar as informações, etc. Na Rousselot, empresa especializada em gelatinas, importantes parâmetros são definidos através de um modelo de planilha que os ajuda muito na organização do fluxo dos canais de comunicação interna.

“A gestão de canais que aplicamos na Rousselot, nos proporciona um melhor planejamento em relação aos prazos e editorias que iremos utilizar. Além da TV corporativa, é preciso entender que as informações deverão chegar para todos, e pensando nisso, utilizamos mais de um tipo de ferramenta de comunicação, como o e-mail e o mural digital. Temos exemplos de comunicados segmentados como as admissões de colaboradores,  para a TV utilizamos uma foto despojada, que tiramos aqui no café mesmo, da pessoa sorrindo, transmitindo que está contente em fazer parte da nossa equipe e por e-mail  a  apresentamos  formalmente, enviando um comunicado oficial com a foto que será utilizada no crachá. Agindo assim, conseguimos transmitir a informação para todos da empresa, desde o escritório administrativo até o chão de fábrica.” comenta Ellen Mayana Godoy, assistente de RH na Rousselot. 

Vale ressaltar que independentemente do número de canais, todos devem ser integrados, ter coerência e coesão.

Faça aqui o download da planilha utilizada pela Rousselot e implante na sua empresa. Só não esqueça de adaptar aos canais e interesses do público que você tem.

 

 

 BARREIRAS NO FLUXO DE GESTÃO

Com certeza você já ouviu a expressão “No começo tudo são flores”, ela quer dizer que tudo que está no início seja um relacionamento ou processo aparenta ser mais fácil e é assim também na gestão de canais. Muitas empresas implantam um modelo de gestão e no começo todos os envolvidos seguem o fluxo, mas, logo vem os desafios, e na Rousselot não foi diferente, conta Ellen:

“Tínhamos muitos problemas com prazo de ‘alimentação’ da planilha. E isso era muito ruim, porque, como iríamos gerenciar os canais se não tínhamos os conteúdos, datas e demais informações necessárias para replicarmos?! Então foi um pouco difícil essa conscientização, mas, aos poucos o fluxo completo entrou na rotina e hoje já temos até alguns conteúdos já programados para o mês inteiro”.

 

Confira aqui mais uma dica muito importante que a Rousselot deixou.

Incentive e acompanhe sua equipe quando implantar uma ferramenta de gestão de canais, peça sugestões para adaptar e melhorar o modelo, faça o fluxo dar certo!

ENTREVISTA:

Ellen Mayana Godoy | Rousselot

0 thoughts on “Gestão de Canais de Comunicação

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *