Setembro Amarelo

Porque você deve abordar o Setembro Amarelo em sua empresa!

 

Caso você não tenha assistido às Olimpíadas, a história da Simone Biles é uma boa introdução para este assunto. Treinada desde os 8 anos, Simone é campeã olímpica de ginástica artística, e vencedora de vinte e cinco medalhas em campeonatos mundiais, sendo dezenove delas de ouro. Contudo, mesmo com sua excelente performance, Biles escolheu desistir de competir nas finais de Tóquio 2020: “Não somos apenas atletas. Somos pessoas afinal de contas, e às vezes é preciso dar um passo atrás”, desabafou em uma de suas entrevistas. Muitas vezes colocamos nossa profissão e o sucesso acima das nossas condições atuais, a coragem de trazer a público esse assunto tão menosprezado pela sociedade, nos traz uma valiosa lição de que é necessário que coloquemos nossa saúde mental como prioridade.

Agora, em uma realidade mais próxima à nossa…

A saúde mental dos colaboradores tornou-se uma pauta mais frequente nas discussões da empresa desde o início da pandemia. Quão responsáveis os empregadores são pela saúde de seus funcionários? Seus colaboradores estão próximos de um burnout?

 “Havia um conceito de que saúde mental ficava dentro de casa. Agora, com o trabalho acontecendo dentro das residências, não dá mais para negar essa realidade”, afirma Fábio Yoshio Sato, diretor de novos negócios da Vitalk. (Fonte – Revista Você RH “Sustentabilidade Emocional”)

 

 

O Setembro Amarelo

Esse contexto nos traz uma ótima oportunidade de introduzir a temática da saúde mental no cotidiano do serviço. O Setembro Amarelo é uma campanha de prevenção ao suicídio criada pela ABP e o Conselho Nacional de Medicina, onde diversas organizações se voltam para o objetivo de conscientizar as pessoas a respeito desse assunto. Com retorno da maioria dos funcionários para a empresa devido a flexibilização da quarentena, é importante levar em conta que depois de meses atípicos de home office, a percepção e a forma que nos relacionamos se transformou drasticamente, as pessoas estão com muitas cicatrizes emocionais.

“Não adianta agir quando a doença já está manifestada. Devemos encarar a saúde mental corporativa de forma estratégica e preventiva”, diz Carlo Pereira, diretor executivo da Rede Brasil do Pacto do Global da ONU. (Fonte – Revista Você RH “Sustentabilidade Emocional”)

A sustentabilidade emocional

O bem-estar dos funcionários deve ser um compromisso organizacional, e propagar a sustentabilidade emocional poderá ser um grande centro potencial para trabalhadores mais conscientes de suas emoções. Ela pode, em poucas palavras, ser resumida à observação da necessidade do ambiente e o que podemos oferecer dentro dele a partir do autoconhecimento.

 

(Fonte – Revista Você RH “Sustentabilidade Emocional”)

 

 

Na prática…

“A produtividade sustentável é a capacidade de trabalhar sem causar danos à saúde e aos relacionamentos (…)É não deixar a falta de tempo e o estresse desencadear comportamentos agressivos”, explica a jornalista Izabella Camargo. (Fonte – Revista Você RH “Sustentabilidade Emocional”)

Uma boa forma de demonstrar preocupação para com os seus colaboradores, é através da sustentabilidade emocional, e do endomarketing. Aqui vão algumas maneiras que podem ser usadas:

 

  • Busque publicar notícias e dados sobre o Setembro Amarelo.

 

  • Incentive à busca pelo autoconhecimento.

 

  • Promova conversas francas sobre saúde mental para diminuir estereótipos e tabus, e aumentar o conforto do ambiente de trabalho.

 

  • Capacite seus líderes a respeito do tema fazendo com que eles consigam identificar comportamentos que denotem exaustão mental e gatilhos.

 

  • Faça uma pesquisa a respeito do estado de saúde de seus colaboradores, e diante dos resultados elabore uma campanha que incentive a empatia e a colaboração.

 

  • Crie notificações diárias que alertem sobre dicas e hábitos saudáveis simples como: beber água com frequência e formas de ter uma boa noite de sono.

 

  • Proporcionar serviços como terapia e massagem fará com que os colaboradores vivenciem o autocuidado.

 

  • Ao longo do ano explore os meses temáticos (ex: Janeiro Branco, Outubro Rosa, etc).

 

  • Com uma TV Corporativa, você pode apresentar animações e vídeos como por exemplo a que disponibilizamos sobre Setembro Amarelo que você pode encontrar logo abaixo.

 

Passar grande parte de seu dia no trabalho é o cotidiano da maioria dos brasileiros, por isso ter cuidado com essas questões é indispensável, e com um APP Corporativo, você consegue concentrar todas essas formas em um lugar só.

É preciso incentivar a ideia de que existe vida depois do trabalho através de ações e posturas. A verdade é que por onde formos, nossa saúde nos acompanhará sendo o reflexo do que produzimos. Investir no psicológico dos colaboradores nunca foi tão fundamental afinal um trabalhador feliz, sempre será sinônimo de um serviço bem feito.