EVP – Employee Value Proposition

O EVP é um conjunto de programas oferecidos pela empresa para reter talentos e fortalecer uma marca, conheça e saiba como colocar em prática


A sigla em inglês E.V.P – Employee Value Proposition, refere-se ao conjunto de programas oferecidos pela organização em troca do trabalho do empregado. Conhecido também, como Proposta de Valor aos Empregados, o EVP é parte de estudos e teorias motivacionais.

“Teoricamente, o EVP é parte de estudos e teorias motivacionais, conduzidas pelas áreas de Marketing, que tinham como objetivo “agregar valor ao cliente”. O artigo Linking The Employment Value Proposition (EVP) to Employee Engagement and Business Outcomes, escrito por Brian K. Heger, executivo da AT&T em 2007, é um dos primeiros sobre o assunto”, conta Flávio Morasco Benetti, especialista em comunicação (pessoal, empresarial e profissional).

Toda empresa tem seu EVP, a formalização do método é o primeiro passo para criar uma marca empregadora, que represente a identidade corporativa, suas aspirações e necessidades diante ao mercado. Uma pesquisa realizada pela Global Talent Management and Rewards Study, aponta que 72% das empresas que participaram da pesquisa, relatam dificuldades na atração de empregados com habilidades críticas e mais da metade delas (56%) afirmam ter problemas com a retenção.

Para Flávio Morasco Benetti, as empresas que adotam o EVP como estratégia de desenvolvimento da sua marca, têm mais chances de enfrentar a escassez de talentos, já que transmitem uma mensagem clara sobre seus principais atributos. Além disso, quando uma organização consegue desenvolver um EVP consistente, destaca-se da concorrência, ajudando não só a atrair talentos como estimular o orgulho de pertencer e engajamento dos seus colaboradores.

A proposta do EVP é fortalecer uma “marca empregadora”, isso impacta em uma gestão eficiente de atração e retenção dos profissionais mais qualificados disponíveis no mercado de trabalho. “A partir disso, é possível observar inúmeros ganhos adicionais, como menor turnover, maior engajamento, altos índices de satisfação pelo trabalho realizado, incremento na produtividade e etc. Os principais desafios residem na pouca diferenciação do EVP em relação às empresas concorrentes, falta de consistência entre a expectativa X entrega e, por fim, a falta de segmentação por perfil de colaboradores, região, entre outros”, esclarece o especialista.

O EVP deve direcionar os comportamentos dos colaboradores no dia a dia de trabalho. Segundo Flávio Morasco Benetti, é nesse momento que o papel do gestor entra em cena.

”Por estar em contato direto com os colaboradores, é o principal representante da marca, tangibilizando e tornando a promessa descrita no EVP em realidade. Para isso, os líderes devem estimular o diálogo, estar presente, compartilhar experiências, ressaltar o protagonismo dos colaboradores, agradecer as contribuições, reconhecer as realizações, entre outras atividades”, enfatiza.

A Towers Watson, empresa global de serviços que apoia organizações na otimização de seu desempenho através do gerenciamento efetivo de pessoas, riscos e finanças. Listou 10 dicas para um EVP de sucesso, confira:

  1. Desenvolver uma EVP formal;2. Comunicar, eficazmente, a EVP aos empregados;3. Alinhar a EVP à imagem da organização no mercado;4. Cumprir as promessas da EVP;

    5. Diferenciar a empresa de seus concorrentes no mercado de trabalho;

    6. Desenvolver EVPs específicas para segmentos críticos de empregados;

    7. Articular uma estratégia de recompensa total alinhada com a estratégia de negócios e com a de RH;

    8. Usar a estratégia e os objetivos de negócio para fundamentar os programas de gestão de talentos e recompensas;

    9. Criar objetivos específicos para cada programa de gestão de talentos e recompensas de modo a alinhá-lo à EVP;

    10. Aplicar análises organizacionais (isto é, análises de desempenho do negócio, informações demográficas sobre a força de trabalho, dados sobre o desempenho da força de trabalho) para testar a eficácia dos programas de recompensa total.

 

Coloque o EVP em prática

  • Identifique a equipe certa, contemplando pessoas de diversas funções;•Pergunte e responda às questões críticas para desenvolvimento da EVP;•Defina claramente o “dar e receber” de sua organização.•Mergulhe fundo na compreensão das preferências dos empregados;•Alinhe, onde fizer sentido, com os programas de gestão de talentos e recompensas;

    •Teste o sucesso e monitore o progresso ao longo do caminho


Entrevistado

flavio morasco

FLÁVIO MORASCO BENETTI é o idealizador da FMB | Comunicação Colaborativa. Formado em Comunicação Social, com pós-graduação em Gestão de Marketing e Trends & Innovation – possui mais de 15 anos de experiência, com passagem por diversos segmentos e empresas.

Especialista em comunicação (pessoal, profissional e empresarial) e cultura empresarial. Desde 2014, é Life e Professional Coach, com certificação pela International Association of Coaching (IAC). Sua trajetória o leva a ministrar aulas e palestras a centenas de alunos e profissionais.

Tem como grande objetivo de vida, ajudar as pessoas a verem o mundo e a realizarem as coisas de formas diferentes.

Para saber mais ou entrar em contato: www.fmbenetti.com.br