Profissionais que inspiram: Mara Behlau

Cativante é a palavra que a define!

Ela é inspiradora, criativa, simpática e muito boa comunicadora e fonoaudióloga. Saiba mais sobre a história de Mara Behlau, que tem 61 anos e uma bagagem incrível de experiência profissional com um histórico de mais de 100 premiações.

“Sinto orgulho de minha carreira e, na verdade, quanto às premiações em si, vejo que fiz apenas o que eu tinha que fazer e isso me deu visibilidade. O reconhecimento é maravilhoso, mas o que está sendo reconhecido em si faz parte de minha atitude perante a vida e não de uma estratégia de carreira. ”, comenta a especialista.

Mara é formada em fonoaudiologia, possui mestrado e doutorado em distúrbios da comunicação humana pela UNIFESP-EPM (Escola Paulista de Medicina) e pós-doutorado em ciências da fala e da audição pela University of California San Francisco, EUA. Atualmente trabalha na área de comunicação, leciona em importantes instituições e se dedica à uma consultoria em Comunicação Humana atuando como Coach.

 

COMO DESCOBRIU QUE SUA VOCAÇÃO ERA A FONOAUDIOLOGIA?

Eu queria uma profissão na qual pudesse combinar os conhecimentos da área da saúde e das artes – a fonoaudiologia é, de modo particular, a área da voz humana, que oferece essa possibilidade de estudo.  Tenho como clientes artistas, políticos e executivos que querem melhorar sua competência comunicativa e a voz é um aspecto central para tanto.  Assim, parti da clínica para o mundo das organizações e hoje meu foco principal é o desenvolvimento de pessoas usando como instrumento a comunicação consciente. O ser humano nasce com a capacidade de desenvolver a comunicação e, por meio dela, atingir seus objetivos pessoais e profissionais. Contudo, os desafios do mundo atual, com a liquidez nas relações, as mídias sociais sendo usadas sem critério no espaço das organizações e a falta de tempo para dar atenção genuína ao interlocutor faz da comunicação um verdadeiro desafio.

 

COMO VOCÊ CHEGOU ATÉ A ÁREA DA EDUCAÇÃO?

Sou docente permanente do programa de Pós-graduação em Distúrbios da Comunicação Humana da UNIFESP e professora da disciplina de Relacionamento Interpessoal – Comunicação em Negócios nos programas Certificate in Business Administration e Business Projects no INSPER, São Paulo. Leciono no INSPER há 5 anos e na UNIFESP há mais de 30 anos; já fui docente de carreira na UNIFESP e agora apenas oriento na pós-graduação, mestrado e doutorado, onde lidero um grupo de pesquisas sobre a voz humana. Na verdade, sempre fui professora, essa é minha alma. Desde pequena eu dava aulas para bonecas em casa, tinha uma lousa que era meu melhor “brinquedo”, como um tablet de hoje e passei minha adolescência dando aulas particulares para colegas que tinham dificuldades.

A possibilidade de lecionar no INSPER representa para mim um ponto de brilho em minha trajetória, pois é uma instituição maravilhosa, que realmente apoia e favorece o desenvolvimento do aluno. Lecionar RELACIONAMENTOS INTERPESSOAIS – COMUNICAÇÃO em uma escola de negócios é um privilégio.

 

AO QUE VOCÊ ATRIBUI SUA CARREIRA DE SUCESSO?

Atribuo à dedicação que sempre concedi a ela. Dediquei-me de modo focado, intenso e sem conflitos ao estudo e a práticas. Não vi os problemas como ameaças e sim como desafios, nem sempre fui bem-sucedida, mas sempre aprendi com os acertos e com os erros. Cerquei-me de pessoas do bem, que acreditam como eu no poder de investir no desenvolvimento pessoal pela comunicação. Fui desenvolvendo uma resistência enorme ao trabalho e estudo continuados e o prazer que obtenho disso é imensurável. Quero sempre aprender e nos últimos dez anos meu foco tem sido NEUROCIÊNCIAS, com conhecimentos que estão mudando o mundo.

 QUAL A RELAÇÃO ENTRE A FONOAUDIOLOGIA E A COMUNICAÇÃO?

A Fonoaudiologia é uma ciência da área da saúde que estuda a comunicação humana e seus distúrbios, como os problemas de voz (rouca, fraca, fina), de fluência da fala (gagueira), de dicção (articulação dos sons da fala), de audição (surdez), de leitura e escrita (dificuldades de alfabetização) e dos músculos responsáveis pela sucção, mastigação e deglutição. Assim que me formei percebi que tinha uma predileção pela voz humana que me abria portas para o mundo das artes e das organizações, com as situações de comunicação artística e medo de falar em público, por exemplo, e fui construindo um caminho paralelo ao da clínica, que é o do aperfeiçoamento dos aspectos de fala e escuta em pessoas que não têm diagnóstico dos distúrbios da comunicação. Depois de quase duas décadas atendendo a clínica fonoaudiológica, desenvolvi um olhar diferenciado que me permitiu uma atuação diversa no mundo das empresas.

NA SUA OPINIÃO QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS DESAFIOS DO PROFISSIONAL DE COMUNICAÇÃO?

  • Ser assertivo
  • Ter foco duplo, na mensagem e no interlocutor
  • Confirmar se o outro nos entendeu

Mara Behlau já foi uma das palestrantes do nosso Encontro de Comunicação. O tema era Gestão de Canais e Conteúdos e a palestra dela era “O que comunico quando me comunico”. Confira aqui a matéria do evento e assista a palestra da Mara na íntegra.

 

Já entrevistamos…

 

Viviane Mansi

 

Viviane Mansi – Head Global de Comunicação Corporativa e Marca Institucional na Votorantim Cimentos

 

 

 

Márcio Fernandes – ex-CEO da Elektro