Redes sociais aliada na geração de conteúdo

O seu público gosta de vídeos? Prefere imagens ou está disposto a ler um grande volume de informações? Neste post, você entenderá como aplicar nas redes sociais, o marketing digital.

Como dissemos na reportagem anterior, “Como o marketing digital pode ajudar sua empresa ” as vantagens do marketing digital é a aproximação entre cliente e empresa. Segundo o guia de marketing digital Rock Content, essa humanização é fundamental para melhorar a interação com seu público, além de gerar um engajamento positivo para impulsionar a sua marca nas redes sociais.

Esse é o caso da mineira Luciana Lemes, dona de uma empresa de sabonetes artesanais. A empresária usa as redes sociais como vitrine para o lançamento de produtos, compartilhamento de notícias sobre saúde e beleza, fórum de interação e para se aproximar de clientes e novos clientes.

Para Lemes, o uso das redes sociais além de gerar notabilidade para a marca é um meio barato de divulgação, bem mais vantajoso que um anúncio na web ou até mesmo publicações em jornais e revistas. “O custo é baixo quase zero, já o alcance é inatingível, ” contou.

Além dessas vantagens o guia também aborda outros aspectos como a praticidade, a análise de concorrência, a construção e manutenção de um bom relacionamento com os clientes e sobre o gerenciamento de crises – monitoramento dos comentários sobre a sua empresa.

Apesar das redes sociais serem uma grande estratégia para o marketing digital, o consultor de estratégias Erik Silva, disse que os meios de comunicação devem ser usados de maneira correta e que cada um possui uma maneira diferente de introduzir conteúdo. No guia da Rocket podemos identificar qual a diferença entre eles.

O xodó das empresas, o facebook tem como característica principal a dinamicidade, cada usuário visualiza em sua timeline – linha do tempo, conteúdos diferenciados com base em seus interesses e preferências. No Brasil, 90% das pessoas que têm acesso à internet possuem uma conta cadastrada na rede.

Já o Twitter é uma rede sociais mais imediatista, que permite mensagens de 140 caracteres por vez. Normalmente é utilizada para atualizar assuntos que estão acontecendo em tempo real, mais conhecido como o “hardnews”. Por ser, uma rede que foca no “agora”, se sua empresa quiser investir no twitter para falar, por exemplo, sobre promoções e produtos, é preciso programar mais de um tweet por dia, para que os usuários que se conectam de manhã, tarde e noite visualizem.

A rede social de cunho corporativo no mercado, é o Linkedin, nele o foco é o relacionamento, ela trabalha principalmente com o networking profissional dos usuários. Na maioria das vezes, as empresas utilizam para recrutar novos profissionais.

Com mais de um bilhão de usuários o Youtube é uma rede que prioriza vídeos, por isso se seu público é visual e gosta de movimento esse é o lugar ideal para investir. Além dos vídeos, a rede permite a interação com o público através dos comentários.

O “esquecidinho” GOOGLE+, não teve a popularização desejada, após lançamento em 2001. Por isso, são poucas as empresas que realmente investem pesado nessa rede e que possuem retorno vindo dela. Mesmo assim, o guia recomenda ter uma conta e fazer atualizações frequentes, já que as postagens no Google+ tendem a ser indexadas nos resultados de busca muito antes do que as postadas em outras redes sociais.

Agora que você já conhece o estilo das redes sociais, separamos algumas boas maneiras que as empresas devem aplicar na hora de utilizar:

  • Descubra seu público e invista nele. Faça uma pesquisa de mercado, defina suas personas e descubra em qual rede social essas pessoas estão;
  • Esqueça a ideia de que é necessário ter uma página em cada rede social, cada público tende a ir para um canal específico;
  • Crie conteúdo relevante e de qualidade, descubra quais são os maiores interesses das pessoas que você gostaria de atrair;
  • Eduque seus clientes e prospects a respeito de todos os benefícios do seu produto ou serviço, sem falar diretamente deles;
  • Siga a regra 80/20, isso significa que você deve redirecionar a comunicação que está trabalhando da seguinte forma: 80% do conteúdo para seu público e 20% para assuntos relacionados a sua empresa;
  • Responda reclamações e não delete comentários negativos.

 

Um dos pontos fortes do marketing digital é a possibilidade de mensurar resultados em tempo real. Segundo o especialista em marketing  Luiz Demari, isso é importante porque a partir desses resultados você enxerga os pontos fortes e fracos. Ou seja, dentro do seu projeto você consegue identificar aquilo que está no caminho certo e trabalhar em cima desse resultado positivo.

No próximo post falaremos sobre a importância do SEO para que sua publicação seja encontrada.

E continue o papo… Agora que você já sabe como implantar o marketing nas redes sociais, crie uma publicação e compartilhe conosco o resultado.

Aproveite e leia o primeiro post da série marketing digital.

Como o marketing digital pode ajudar sua empresa