Sala de jogos no ambiente de trabalho

Uma forma de motivar e não deixar o funcionário cair na rotina

Sala de jogos no ambiente de trabalho é uma forma de motivar e induzir o processo criativo de funcionários. É muito comum que o colaborador diminua a produtividade ou encontre barreiras criativas quando se mantém na mesma tarefa por períodos prolongados.

Isso é um problema principalmente para as funções que exigem criatividade e engajamento de pessoas. Pensando nisso, algumas empresas reservam um ambiente de descontração com salas de jogos, aonde o colaborador pode se desligar das diversas demandas e recuperar o foco e energia que precisa para executar suas atividades. “ Pausas para atividades em conjunto, como sala de jogos,  online e offline (jogos de tabuleiro) são ferramentas que auxiliam as pessoas a desenvolverem um novo olhar sobre o mesmo tema/projeto e recuperar a criatividade, pois não estão tão sobrecarregados quanto antes”,  declara Paulo Fernandes – Co-Founder ABlab.

Esse é o caso da B2 Mídia, aqui nós temos uma sala de jogos, aonde os funcionários podem estimular o processo criativo e descontrair das demandas diárias. “Mesmo com flexibilidade em horários e funções o ambiente das startups podem facilmente sobrecarregar seus colaboradores com a demanda de atenção em múltiplas frentes simultâneas e a quantidade de informações trafegando num curto espaço de tempo”, esclarece.

O motivo principal dessa pratica é não deixar o colaborador cair na rotina, o profissional que está habituado a sempre fazer as mesmas coisas, não possui mais desafios que o deixem motivado e assim o trabalho torna-se tedioso.

“Essa sobrecarga gera stress e normalmente dificulta a priorização e eficiência de entrega dos colaboradores, por isso ter momentos de descontração, que desplugam as pessoas das tarefas do dia a dia ajudam na repriorização, no desenvolvimento do senso de urgência e na identificação de oportunidades criativas para resolver problemas de forma mais eficaz e ser mais produtivo”, conta o profissional.

A sala de jogos também é um espaço aonde a empresa e funcionário podem estar mais próximos. È uma forma de socializar os colaboradores e auxilia no processo de desenvolvimento social, de criação de identidade e estímulo de cultura colaborativa.

“Os jogos de tabuleiro definitivamente funcionam para socializar os funcionários. Já os jogos online aproximam pessoas com interesses similares e estimulam a competitividade entre pares, o que em ambientes com maior flexibilidade tem efeito positivo na produtividade e auxiliam os gestores a encontrar traços de personalidade a serem trabalhados”, concluí.

Paulo Fernandes Paulo Fernandes é Co- fundador e Co- CEO da ABlab e tem mais de 15 anos de experiência em tecnologia, eletrônicos de consumo, entretenimento e jogos Industriais. Formado pela Universidade Anhembi Morumbi, entre as experiências também inclui execuções comunitárias, apoio ao cliente, marketing, vendas, operações e marketing Trade iniciativas e departamentos.