Transforme o espírito da empresa com a cultura organizacional

A cultura organizacional é uma expressão muito comum no contexto empresarial que significa o conjunto de valores, crenças, rituais e normas adotadas por uma determinada organização. Assim sendo, a cultura de uma empresa são os valores e os comportamentos compartilhados entre funcionários.

Quando bem aplicada, a cultura da empresa tem o poder de trazer resultados positivos, motivar funcionários e fortalecer o nome da empresa/marca. Uma pesquisa realizada pela BVC, constatou que as empresas com a cultura organizacional mais forte tiverem um retorno de lucro maior, após a crise de 2008.

Para o Coach Fernando Góes, uma cultura empresarial é definida pelo “jeito de fazer” as coisas na empresa. Segundo o Coach, a cultura da empresa é invariavelmente única em cada organização, e sempre é determinada pelo o que é valorizado naquele sistema.

“Por isso, os valores são a base de qualquer cultura empresarial ou familiar. Vale ressaltar que a prática dos valores é observada através dos comportamentos dos indivíduos nos sistemas humanos no qual estão inseridos, e não na parede das empresas apenas. É o comportamento das pessoas que expressa o jeito que elas fazem as coisas”, conta.

 

A importância da comunicação na cultura organizacional

A participação do líder é essencial para fortalecer a cultura e consequentemente, a missão e valores. Comunicar esses valores, dar feedbacks, relembrar através de comunicados em Murais Digitais, Jornal Mural, Reuniões, Intranet, são formas de lembrar todos os colaboradores sobre a importância de “vestir a camisa da empresa”, essas práticas devem estar presentes no cotidiano da empresa.

“Quanto maior o nível da consciência sobre eles, mais as pessoas ficam orientadas a aderir a cultura. Depois, pensar que a liderança deve ser exemplo da prática destes valores e comportamentos, todo dia e toda hora, pois são os líderes, ou mesmo os donos da empresa, que moldam uma cultura”, esclarece o Coach.

A cultura e valores da empresa vão além de uma orientação e podem ser consideradas a alma do negócio. O Google é sempre muito citado por aplicar uma cultura diferenciada. No Google, tudo funciona a favor da criatividade, da produtividade e, da felicidade do funcionário. A empresa investe no bem-estar de seus colaboradores e oferece ambiente de lazer, viagens, festas, bônus financeiros e propõe uma liderança no estilo horizontal, além, de estar instalada em um prédio ecologicamente correto.

Outro exemplo, é o Facebook, a empresa conta com espaços de recreação para pausas e Diretores e CEOs trabalham em escritórios abertos ao lado de outros funcionários, essa também é uma forma de criar uma cultura organizacional horizontal.

Vale ressaltar que nem todas as empresas possuem estrutura para  implantar esse modelo de gestão. Hoje, alguns espaços compartilhados conhecidos como Cowork possibilitam um ambiente com menos barreiras, equipes mais próximas e a missão e valores reforçadas diariamente.

Porém, é importante lembrar que a cultura de uma empresa sempre estará sujeita a mudanças, renovações e adaptações.


Entrevistado

Fernando Góes – sócio da Ockam Consulting, que atuou como executivo por mais de 20 anos no Citibank, Burson-Marsteller e BankBoston, nesta última como diretor estatutário. Pós-graduado em Marketing pela University of California at Berkeley. Atua como Coach para “C Level”, sendo membro da ICC e ICF. Tem certificados em programas executivos pela WhartonSchool, Harvard School, Columbia School e Rotman School. Possui formação de Conselheiro de Administração pela 32ª turma no IBGC e em Governança Corporativa pela Yale University. É membro dos conselhos da Cacau Show e Grupo Objetive. Empreendedor e investidor anjo com 11 ventures no portfólio. http://www.ockam.com.br/