Janeiro Branco: saúde mental em tempos de pandemia

Como celebrar o ‘Janeiro Branco’ na empresa?

Diversas discussões ganharam protagonismo por conta da pandemia, e a saúde mental foi uma dessas pautas. Ela esteve mais presente no mundo corporativo, o que acabou incentivando muitas empresas a mudarem sua abordagem e olharem com mais atenção para seus colaboradores.

Além de estarmos lidando com o coronavírus, que mudou drasticamente nossa rotina apesar das coisas já estarem melhores, temos que lidar também com as consequências dessas mudanças, que fizeram com que os índices de depressão, ansiedade, estresse e outros adoecimentos mentais aumentassem assustadoramente.

Em maio de 2020, Instituto Bem do Estar e a NOZ Pesquisa e Inteligência realizaram uma pesquisa no Brasil, com mais de 1.500 pessoas. Esse estudo mostrou que 53% dos entrevistados tiveram alterações de humor devido ao isolamento e outras questões relacionadas à pandemia, como o medo e a incerteza.

 

janeiro branco

 

No início do ano é muito comum refletirmos mais sobre as nossas vidas em todos os âmbitos, e claro que a saúde, tanto física quanto mental, não ficaria de fora desses pensamentos. Por isso, em janeiro, ocorre o ‘Janeiro Branco’ campanha brasileira que tem o objetivo chamar a nossa atenção as questões de saúde psicológica.

Confira algumas ideias de como promover ações com esse intuito nas empresas:

  • Palestras, rodas de conversa e workshops com algum especialista em saúde mental;

Um dos tratamentos mais eficientes para os diversos tipos de adoecimentos mentais é o acompanhamento psicológico. Trazer um especialista para discutir esse assunto com os colaboradores pode ser o primeiro passo para que eles procurem ajuda ou incentivem outro colega a buscar um tratamento. Conseguir uma parceria com desconto pode ser de grande auxílio para os funcionários.

 

Falar de saúde mental ainda é um tabu para muitos, mas abordar esse assunto é importante, justamente para desmistificar esse preconceito que ainda paira sobre ele. Foque em pautas correlatas, como: alimentação saudável, exercícios, hobbies… e como elas podem ser eficientes no cuidado da saúde mental.

 

  • Relembrar os colaboradores sobre o convênio médico e as especialidades disponíveis como psiquiatria e psicologia;

Se a empresa disponibiliza um plano de saúde para os colaboradores, é interessante verificar se o mesmo possui as especialidades citadas acima. Incentive os colaboradores a utilizá-las sempre que necessário.

 

  • Investir em ações e programas de humanização no local de trabalho;

Hoje, existe um leque de opções de como implantar ações de humanização, e transformar a empresa num lugar mais agradável e acolhedor. Veja qual estratégia faz mais sentido para a sua realidade e peça a opinião dos colaboradores para entender se está indo pelo caminho correto.

 

  • Semana com atividades como yoga e meditação guiada;

Convide um profissional para dar um “aulão”, e incentive os colaboradores a participarem! A prática de alguma atividade física também faz parte do autocuidado e é muito importante.

 

  • Capacite seus líderes;

Um líder deve ser um exemplo bom a ser seguido, afinal seu poder de influência pode fazer com que algum colaborador reproduza ou compactue com diversos posicionamentos, e até aí tudo bem, desde que esses posicionamentos sejam positivos não é mesmo? Pensando nisso, é importante que você ofereça a estes líderes condições de desenvolverem uma performance conscientizada e psicologicamente estável, onde seus liderados se sintam confortáveis diante de sua empatia e postura.

Os transtornos mentais são como uma pandemia silenciosa que vem crescendo ano a ano. Precisamos falar mais sobre o assunto e discuti-lo diariamente, para mostrarmos que cuidar da mente é tão importante quanto cuidar da saúde física.

Em setembro deste ano, a B2 realizou um Webinar com a Gerente de Saúde Integral no Grupo Boticário, Suelen Rodrigues, para falarmos sobre Saúde no Mundo Corporativo, e você pode assisti-lo clicando aqui.