Saiba mais sobre a síndrome de boreout

Conheça o tédio no trabalho

Você conhece a síndrome de boreout? “Tudo que é demais sobra, e tudo que é de menos, falta”. De fato, equilíbrio é fundamental. O boreout é exatamente o contrário do burnout, que é provocado por cargas de trabalho excessivas, estresse e esgotamento.

A síndrome de boreout, que também é conhecida como tédio (do inglês “boring”) no trabalho, trata da apatia e profunda desmotivação, ocasionadas pela falta de perspectiva profissional. Você cria altas expectativas para uma vaga, sonha na carreira que irá construir dentro da empresa e de repente chega a frustração. Termina suas tarefas sempre antes do previsto, não se sente desafiado e nem reconhecido em seu papel. Suas capacidades são subutilizadas, o sentimento de tristeza se estabelece continuamente e começa a afetar outras áreas da vida, trazendo consequências para saúde mental e física.

Fonte: https://www.istoedinheiro.com.br/tedio-no-trabalho-tambem-afeta-a-saude-conheca-a-sindrome-de-boreout/

   Alerta vermelho! A síndrome de boreout, pode atingir tanto profissionais com vários anos de carreira quanto aqueles que acabaram de chegar na organização e tiveram suas expectativas frustradas. Vale levar em consideração que empresas que não promovem desenvolvimento profissional, possuem cultura organizacional tóxica, sem espaço para diálogo e difíceis relações hierárquicas tornam-se ambientes propícios.

Caso tenha se identificado ou lembrado de algum colega que apresente todos ou uma grande parte desses sintomas, é hora de buscar ajuda profissional e ter uma opinião médica sobre o assunto. Se a resposta é não, continua sendo importante manter-se atento para não adoecer e para prevenir que outros adoeçam. Vamos descobrir mais sobre o assunto?

 

síndrome de boreoutOrigem

            O termo boreout aparece pela primeira vez em meados de 2007, em livro escrito pelos suíços Peter Werder e Philippe Rothlin, e os números dessa síndrome vem aumentando ao longo dos anos. De acordo com estudo realizado pela Gallup Poll, com 200.000 norte-americanos,  51% dos entrevistados revelaram sofrem de tédio ou não estarem engajados em seu trabalho.

síndrome de boreoutO que fazer?

Para ajudar na prevenção e combate da síndrome de boreout, separamos cinco estratégias publicadas pela Forbes, para você colocar em prática na sua aí na sua empresa:

 

Identifique talentos – Antes de abrir um processo seletivo, porque não disponibilizar a vaga internamente? PROMOVA SONHOS, CAPACITE PESSOAS. Valorize a prata da casa. Essa é uma grande estratégia para motivar os colaboradores e reter talentos que estejam escondidos.

 

Estabeleça metas de carreira – O essencial e muitas vezes negligenciado diálogo. Uma conversa franca e sincera sobre os anseios profissionais do time, os objetivos para curto, médio e longo prazo pode ser vantajosa para empresa e trazer engajamento ao funcionário.

 

Cobre resultados – Desafios movem pessoas. É importante gerenciar as tarefas e cobrar as entregas. Mensurar os resultados e dar o feedback sobre a equipe permitem a melhoria contínua em uma via de mão dupla.

 

Estimule a reflexão – Time de CI, que tal colocar a mão na massa? Vamos promover campanhas de conscientização através dos canais de CI como TV e APP Corporativo, organizar rodas de conversa sobre saúde mental, abrir espaço para o employee voice. Já pensou em disponibilizar atendimento psicológico online, por exemplo?

 

Dê espaço para a experimentação – Autonomia. Dê aos profissionais a possibilidade de tentar, assim poderão surgir grandes ideias. Deixe claro que somos humanos e podemos errar. Não há nenhum demérito nisso, o importante é levantar e tentar novamente.

Saúde mental e física é FUNDAMENTAL.