Demissão humanizada: diminua os impactos do desligamento

5 dicas para tornar esse processo mais humanizado.

Encerrar um ciclo não é nada fácil, além da perda do emprego, se perde também uma rotina de amizade, sonhos e planos futuros. Porém, com uma demissão humanizada é possível diminuir o estresse do desligamento, tornando-o mais humano e menos traumático.

A demissão humanizada é um conjunto de atitudes e ações para realizar a quebra de contrato com responsabilidade social e emocional, tornando a situação mais digna para o profissional. Como esse momento é muito delicado entre colaborador e empregador, demonstrar empatia é fundamental e essa humanização é uma forma de respeito e consideração pela trajetória do colaborador. 

Como realizar uma demissão humanizada?

1.     Faça o anúncio pessoalmente

Prepare uma reunião em sigilo com o gestor e a área de RH e tenha toda documentação em mãos para entregar ao colaborador que será desligado. Em seguida, reúna as informações necessárias e esteja pronto para esclarecer todas as dúvidas.

Além disso, seja transparente e evite fazer um mistério sobre o teor da reunião, gerando estresse e ansiedade: o ideal é que ela seja feita no início da semana, logo nos primeiros horários do expediente.

 

2.     Comunique a equipe

Para evitar especulações e ruídos na comunicação, anuncie de forma objetiva a demissão, respeitando e não expondo desnecessariamente o funcionário. Utilize seus canais de comunicação interna, caso necessário, para informar sobre a saída do colaborador e como serão as demandas após essa mudança no time.

Entretanto, não seja indiferente. Evidencie a importância de sua contribuição para com o time, demonstrando gratidão. Afinal, esta é uma forma de ressaltar os valores da empresa e demonstrar ao público interno e externo que a organização valoriza seu capital humano.

 

3.     Agradeça a parceria

Tenha em mente que a hora do desligamento não é um momento para dar feedbacks. Sendo eles positivos ou negativos, isso pode confundir e frustrar ainda mais o colaborador.

Portanto, seja claro quanto aos motivos que levaram a demissão, como também agradeça o empenho dedicado à empresa e, com empatia, procure elevar sua autoestima e se colocar à disposição para ajudá-lo no que for preciso.

 

4.     Ofereça apoio

Se possível, não fique apenas nas palavras, afinal, o amparo da organização neste momento é de suma importância para diminuir os impactos negativos na vida do ex-empregado.

Logo, algumas empresas optam por manter planos de saúde, seguro de vida, auxílio alimentação e até oferecem apoio psicológico durante um período. Essa atitude diz muito sobre os valores da empresa, pois manter serviços básicos, é uma forma clara de não desamparar o funcionário num momento tão difícil.

 

5.     Ajude-o a se reestabelecer no mercado

Por fim, para encerrar o ciclo de forma saudável, ofereça uma carta de recomendação, mantenha seu cadastro em um banco de dados e faça indicações para outras organizações.

Ainda mais, adote o Outplacement, que consiste em realizar ações de orientação para ajudar o funcionário demitido a se recolocar rapidamente. Assim, a empresa mantém um bom relacionamento e reduz os problemas que uma demissão pode causar.

 

Tornar a demissão mais humana, é benéfico para todos!

Resumindo, humanizar o processo de desligamento, significa não negligenciar a carga emocional gerada por essa situação. Ser demitido é um momento duro para o empregado, desconfortável para quem dá a notícia e causa estranheza nos demais profissionais que continuarão sua rotina. Ou seja, é um momento de pura tensão para toda a empresa.

Portanto, adotar estratégias para diminuir este impacto acaba sendo benéfico para todos, ao passo que:

  • Mantém um bom clima organizacional;
  • Reduz os riscos de processos trabalhistas;
  • Evita que os colaboradores se sintam abandonados;
  • Garante uma boa imagem da empresa perante todo o público;
  • Aumenta o sentimento de confiança da equipe pela empresa.

Então, esperamos que você entenda e reflita se o momento de desligamento está alinhado com a cultura organizacional da sua empresa, e aproveite nossas dicas para lidar com este momento da forma correta, para se valer de seus benefícios enquanto organização.