Liderança que sabe comunicar garante resultados melhores

Segundo uma pesquisa da The Economist Intelligence Unit, mais de 50% dos profissionais perdem horas de trabalho para solucionar problemas causados por falhas na comunicação. Dado que impacta diretamente nos resultados da empresa. Essa pesquisa é mais uma prova da importância de uma boa comunicação para a produtividade dos colaboradores. Os (as) líderes da sua empresa têm consciência disso? E do papel deles (as) nas ações e estratégias da área de comunicação interna? Conversamos com Lucas Silveira, diretor de vendas na Red Bull e fundador da Inception Training (empresa de treinamentos e palestras). Para ele é através de emoção, razão e metas que conseguimos aproximar a liderança da CI. Ele explicou os 3 motivos, confira:
A neurociência já comprovou que o processo de tomada de decisão passa necessariamente pelo nosso sistema emocional. Antônio Damásio, famoso neurocientista português, fala todos os detalhes em um maravilhoso livro chamado O Erro de Descartes. Portanto todos os processos de persuasão e negociação conhecidos possuem uma grande carga de emoção junto com a razão. Assim, imagino que usar a emoção no processo de persuasão da liderança neste caso seja um bom caminho. Storytelling, modelos persuasivos, vídeos, conscientização emocional e contato interpessoal podem ser algumas das ferramentas usadas.
Juntamente com a emoção, o sistema racional, capitaneado pelo nosso neocórtex, possui também papel fundamental em nossa vida. Uma grande dica é usarmos informações de forma curta e simples para ajudarmos no processo de persuasão. Ninguém quer ler uma pesquisa de 100 páginas, mas as pessoas estão muito abertas a serem influenciadas por insights simples e que direcionam ações curtas e rápidas. Insights que provem os benefícios de se ter uma liderança perto do processo de comunicação conseguem influenciar bastante.
Como dizia Tony Robbins, o ser humano é movido a evolução. A melhoria está dentro do nosso DNA. Queremos sempre fazer mais e melhor. Dentro deste cenário, ter metas é algo fundamental para acelerar o processo. Uma grande dica aqui é fazermos com que as metas sejam SMART. Em português, são os 5 atributos: Específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais. Metas bem estabelecidas e gerenciadas podem trazer o comprometimento necessário para a liderança. Lucas também comentou sobre o modelo de Liderança Antropológica (desenvolvido pela Inception Training): “Dentro do modelo de Liderança Antropológica eu falo de 5 grandes áreas de atuação para os líderes. Os famosos 5 E´s da liderança, que norteiam os comportamentos externos do líder. Envision, Engage, Energize, Enable e Execute. O líder precisa começar com a criação de uma visão, seguido do engajamento do grupo. Após esses dois passos é necessário garantir a energia necessária para as mudanças, capacitar o time e, por fim, garantir a execução. Estes cinco comportamentos são chave para uma boa liderança. ” Anotou as dicas? Aproxime a liderança, envolva-os nas ações de CI e garanta melhores resultados para a sua empresa através de uma comunicação eficiente.